quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Amargo regresso


C.- Estou me sentindo muito perdida. Estou com 34 anos, e sou formada, morava em São Paulo. Mas por causa de alguns problemas familiares, tive que retornar para a cidade do interior onde minha mãe mora com minha filha de 15 anos.
Aqui é uma cidade sem recursos, é o fim do mundo, estou acostumada com uma vida corrida e agora estou aqui sem nenhuma perspectiva, pois aqui não encontro nada voltado para minha área.Sinto que a cada dia estou me acabando estou aqui apenas 4 meses, mas parece que estou há anos.
Sou uma pessoa cheia de vida, que tenho vários projetos, sonhos, mas que aqui não vejo como realiza-los.Preciso de ajuda para aceitar esta nova condição de vida, mas a unica coisa que sei fazer é chorar e ficar irritada com todos.Me ajude a pensar.Obrigado por este espaço para me abrir e desabafar minha inquietação e desespero.

Resposta: Cara C., seu e mail indica que entrou num processo depressivo.O choro constante e a irritação podem ser sintomas de depressão.
Não mencionou a natureza dos problemas familiares que a obrigaram a mudar de cidade, mas pode ser bom investigar se aí se encontra a causa do sua desesperança. Por outro lado, a vida corrida da cidade grande talvez servisse de 'camuflagem' para alguma dor interna que agora se manifesta.
Minha recomendação é que procure ajuda profissional para falar e se ouvir até encontrar de volta a pessoa cheia de vida e projetos que é. O mundo é repleto de oportunidades para todos, mas para perceber essa evidência  precisamos estar saudáveis e abertos às possibilidades. Abraço
Aglair Grein-psicanalista