sábado, 16 de março de 2013

Medo de voltar para casa


M.- Consegui sair de uma depressao que me acompanhava por 5 anos. Pra mim e dificil comentar sobre esse assunto, pois acho que ja passei por todas  as etapas possiveis com medicamentos e terapias. Tambem ja cansei do papel de vitima. Concordo com todas as suas publicacoes por experiencia propria, mas nao estou conseguindo controlar meus ataques de ansiedade causados por medos de perda.Essa situacao ja se tornou tao cansativa que nem animo e vontade de escrever sobre o assunto tenho. Sabendo disso, sei que e bem dificil pra voce poder fazer qualquer tipo de analise. Neste momento me encontro fora do Brasil ha quase 1 ano, onde vim meio que me esconder e tentar me curar.Enfim, da depressao consegui me livrar, mas .. Tenho que voltar pra minha familia, mas toda vez que penso em deixar meu companheiro que tem me ajudado muito nao consigo me livrar do panico. Um email seria pouco pra te explicar minha estoria e realmente ela ja me cansou.

                       
Resposta:
A negação da realidade é um mecanismo de defesa psicológico e pode ser encontrado em indivíduos saudáveis, mas sua presença excessiva é, via de regra, indicação de possíveis conflitos paralisantes. Uma viagem pode ser benéfica e trazer de volta o bem estar e disposição para retomar a rotina, mas no seu caso percebe-se a angústia com a perspectiva de 'voltar para casa'.

Este "cansaço", esta indisposição para falar do assunto se deve, (assim como sua mudança de país) possivelmente, a uma resistencia em mexer em feridas escondidas, um artifício para escapar da dor que você finge não existir. É como se alguém, dentro de você, mentisse para te proteger.

Que parte de você quer fugir e não responde aos tratamentos? Que parte de você continua evitando a vida e sua realidade? É preciso mais do que uma resposta breve para esclarecer a insatisfação. É preciso um corajoso mergulho interior através de uma análise para descobrir as razões inconscientes do seu medo. Abraço
Aglair Grein- psicanalista

3 comentários:

  1. Amei o questionamento e amei a resposta, queria muito a continuação, pois acho que estou passando pela mesma situação infelizmente. O "medo" vem de repente, e nesse momento é como se o meu mundo desabasse, sinto algo queimando no meu interior e isso dói muito, não julgo ser um aspecto de depressão, mas esse sentimento, essa insegurança me leva a sentir uma angustia profunda, uma sensação de desespero. E isso oscila demais, tento pensar que pensamento me leva a associar á esse medo, se esse pensamento realmente tem que ser levado a serio e se não, como libertar-me dele?
    Pode ser que eu tenha que admitir alguma verdade ou a encontrá-la, ou se a questão não forem "verdades" o que será? Espero um dia eu possa sorrir com toda a liberdade do meu coração, ser curada permanente mente disso! :,(

    Anônima.

    ResponderExcluir
  2. Os casos, identicos ao meu. Fico angustiada com sentimentos de perda... esses pensamentos q me torturam. Eu, realmente tento me esconder inutilmente. As lagrimas sao cotidianas e nao consigo manter o peso ideal, pois a angustia me rouba o apetite... sinto q nao consigo mudar, pois oscilam os sentimentos a cada momento. E isso me faz cada vez mais fraca.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o questionamento...
    Excelente questão...
    Pra mim ,ao meu ver, e como se tivesse criado um mundo imaginário já que o próprio mundo deve ser insuportável, se a realidade fosse boa , ninguém tentaria fugir dela.Se ela anda tentando com certeza a realidade ou casa e terrível.
    Existem fugas como a NET e as drogas tb.

    Bjs

    ResponderExcluir